PEDRA PRETA

by TETO PRETO

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    Purchasable with gift card

      $7 USD  or more

     

  • VINIL 12' PEDRA PRETA
    Record/Vinyl + Digital Album

    MAMBAREC

    Brazilian label of original electronic conspiracies created by Cashu and Carneosso in 2016. The releases feature a cast of artists who are involved, directly or indirectly, in building up the party MAMBA NEGRA, in a collective research of audio and visual productions of techno, house, raw, industrial and experimental music from Brazil.

    MNR#06 - TETO PRETO / PEDRA PRETA

    After the success of the EP "Gasolina"(2016), TETO PRETO starts its trajectory in renowned festivals around Brazil with key performances. Last year, the group was awarded for Best National Direction of MVF 2017 with the videoclip "Gasolina", and also parts of the track featured in the movie "Corpo Elétrico" (2017), in the theatrical assembly "Quando quebra, queima!" (2018 - Coletiva Ocupação) and in the song "Mãe Gentil", in the new album of Marina Lima (2018)

    In April 2018, TETO released its first track in english "Kompensation", produced in partnership with rRoxymore, which is also the first register of the band with its new formation. In May, the band owned the broadcast of the historical Boiler Room BR performance with Tom Zé and Linn da Quebrada. In August, it put out the single BATE MAIS which is part of the long-awaited album PEDRA PRETA. The band's first LP will have a release show in São Paulo on a MAMBAREC night on the 8th of november, the infinite number.

    "Pedra Preta" is an amulet that transforms our generation's grieving into fighting. Containing 8 original tracks - 7 of them unprecedented - the album serves as a support for the band to develop an extensive narrative of its new phase and formation. With fierce arrangements and energetic songs, the group builds an environment, which is full of revolt, mystery and passion. Besides the digital release, it's already possible to pre-order the 12' vinyl pressed in Brazil. It's a victory considering the actual context of Brazilian's independent electronic music scene.

    The title track, "Pedra Preta" is a song about the breaking up of love moorings. This year, it also became the remains of the tragedy of the National Museum located in Rio de Janeiro. Written by Carneosso and André Sztutman, the song is imbued with a extravagant nightclub mood and has further developed into a provoking, yet precisely contemporary videoclip co-produced in partnership with MAMBAREC e Planalto. The acidic screenplay from Laura Diaz comes to life with a cast composed by great women and fellow fighters who stars in the daily novel of real life. It's a scream, a green and yellow abortion, a celebration ritual of what we live and believe.

    SÃO PAULO - BRAZYL- NOV/2018

    Includes unlimited streaming of PEDRA PRETA via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    ... more

    Sold Out

  • TETO PRETO/ PRETA Long-Sleeved Shirt
    T-Shirt/Apparel + Digital Album

    Rocket artwork of TETO PRETO/ PEDRA PRETA album. Super soft and comfortable, and printed with water-based inks so the print doesn't have that plasticky hard feel. This will be your new favorite shirt!

    Includes unlimited streaming of PEDRA PRETA via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

    Sold Out

1.
SAFO 06:20
SAFO / TETO PRETO Não minto, eu me queria morta. Deixava-me desfeita em lágrimas. "Eu vou contra a vontade, juro. Eu vou contra a vontade… Eu vou contra, S A F O"
2.
ITA 02:58
ITA / TETO PRETO I T A ------------ a pedra o mar é, o mar é, o mar é, o mar é o-mar-é-o-mar... ...e quebra.
3.
EM D+ìVIDAS 05:01
EM D+ìVIDAS / TETO PRETO jamais conheci ser mais atroz do que você, irene e embora tenhamos muito pouco em comum, (os rebentos da) tua sede invade(m) o meu batente como a manifesta feição da peste celebrada em comunhão de dívidas em dívidas em dívidas em dívidas em dívidas dí-vi-di-das de dívidas em dívidas em dívidas em dívidas em dívidas dí vi di das AHH!… vocês reclamam… mas ainda não viram nada. não é a vaidade, é sobre um vazio de ausência, num profundo pesar. vocês estão perdidos ... vocês estão perdidos... PERDIDOS, corroídos, sufocados! em dívidas em dívidas em dívidas em dívidas dí vi di das em dívidas em dívidas em dívidas em dívidas dí vi di das silêncio, já BASTA chega! SI LÊN CIO eu preciso um minuto de paz … para poder pensar… fujo da pele de presa, de pobre coitada que perde a razão. Então sente, pague o meu salário, aproveite a bocada, fale por você, não por mim. eu sou assim… (por mim) feito aquilo me fere, te falta feito estilhaço e fumaça marco a palma da tua mão como brasa feito estilhaço e fumaça feito irmã, me deixa a mira mais clara feito estilhaço e fumaça na cidade vi que só amor não basta feito estilhaço e fumaça eu vou te proteger te proteger de mim só…. onde você passa meu olho vermelho vê através da vida ingrata treme o corpo todo, arde como a primeira vez, feito estilhaço e fumaça onde você passa meu olho vermelho vê muito além da vida ingrata treme o corpo todo, arde como a primeira vez, feito estilhaço e fumaça! feito BOMBA, estilhaço e fumaça, feito estilhaço e fumaça! feito BOMBA, estilhaço e fumaça, feito estilhaço e fumaça! feito BOMBA, estilhaço e fumaça eu vou te proteger eu te proteger de mim só…
4.
GASOLINA / TETO PRETO GASOLINA, GASOLINA NELES GASOLINA, GASOLINA NELES GASOLINA, GASOLINA NELES GASOLINA NELES GASOLINA, GASOLINA GASOLINA NELES quando eu voltei para Eldorado, não sei se antes ou depois. quando revi a paisagem imutável, a natureza, a mesma gente perdida em sua infinita grandeza, eu trazia uma forte amargura dos encontros perdidos e outra vez me perdia no fundo dos meus sentidos. eu não acreditava em sonhos, em mais nada, apenas a carne me ardia e nela eu me encontrava. apenas a carne me ardia… GASOLINA, GASOLINA NELES GASOLINA, GASOLINA NELES GASOLINA, GASOLINA NELES GASOLINA NELES GASOLINA, GASOLINA GASOLINA NELES eu sou o pão vivo que desceu do céu e quem comer desse pão, para sempre viverá. e esse, esse é o meu sangue. e eu o darei por aí pela vida no mundo. e quem come da minha carne e bebe do meu sangue, permanece em mim, e eu nele. GASOLINA, GASOLINA NELES GASOLINA, GASOLINA NELES GASOLINA, GASOLINA NELES GASOLINA NELES GASOLINA, GASOLINA GASOLINA NELES eu sou uma metralhadora em estado de graça
5.
BICA 02:30
instrumental
6.
PEDRA PRETA 05:51
PEDRA PRETA / TETO PRETO não te devolvo nem ouso usar não te devolvo nem ouso usar não te devolvo nem ouso usar não te devolvo nem ouso usar não te devolvo nem ouso usar o teu colar de pedras pretas, ele fica lá parado, parado, parado, parado, parado, parado, parado, parado no mesmo lugar. teu colar comprido de pedras pretas, com todas as letras, letras de amarrar. tua rasteira é rasgo de espada cega. de pernas sinceras, cansei de procurar. cavalo de tróia, rastro de tigresa quem tem, põe na mesa, não dá sopa pro azar. máscara rachada, chave de cadeia, urucubaca presa, papo pra boy tombar. no fim do jogo, a conta é tua e da minha vida, cuido eu.
7.
RAIO 04:09
RAIO / TETO PRETO a gente, assim, se parece parece parece parece mais novo se parece parece parece parece tão pouco, tudo em volta é tão pouco. S O O O O O O O O L manhã de S O O O O O O O O L luz de inverno, de inferno, de inverno, conforto solar. raio em céu azul que vontade de acordar pra dar na cara de um poeta. no momento de um tempo deserto… Você está, e é bom que fique, Em toda parte parte p a r t e
8.
BATE MAIS 08:32
BATE MAIS / TETO PRETO querem me ver no chão, mas não sem dor com a manta ensanguentada do perdão. entre a passividade escoltada e sagrada delação, ela acende a ponta e traga no rojão. não tenho medo do que possa vir do fim do fundo e todo dia recuso trair, meu plano é outro me preparo pro pior terror eu vou tirar a sua paz BATE MAIS BATE MAIS BATE MAIS BATE MAIS BATE MAIS meus amigos secretos são curiosamente competentes, sobretudo, no não ser. são tantas as palavras que eles inventaram para classificar a temperatura agradável num dia ameno de verão, os fluídos, a renda nosso útero, a necessidade de abortar, meu lábios, a saudade, o mar quanto a mim, quero mais é apanhar porque todo o resto foi pouco e o que quero não é desculpa, nem retratação. quero toda a vingança que nos cabe: a vitória dos feridos, a orgia da semântica, o desacato a semiótica, a juventude insubmissa no cataclismo último do capital. sou a garganta vermelha que abre e fecha caminhos. e são tantos os assédios que o primeiro ato não é poder falar porque não se pode, ainda que se diga. o primeiro é carregar, porque, como o rio, doce, estão todos afundados na lama da vida normal matheusa, marielle, vivemos. a violência é cerne-signo. BATE MAIS BATE MAIS a baca cheia de dentes morde a calçada no vão das pernas _ e a cinza suja na cara vem do cigarro preso entre dedos _ que saem asaltando bancos, virando carros, tirando a limpo o peso, o preço da culpa, o corpo marcado qu’inda carrego _ aperto com as mãos em garra e afasto do escuro o rosto das teias _ a carne em febre na pista, o suor engasgado foge das veias _ rasgando a nuca molhada os olhos fechados de pulso lento respiro o pó descascado da poeira seca que cai do teto teto teto BATE MAIS BATE MAIS BATE MAIS BATE MAIS BATE MAIS _ a tinta escorrendo amarga arde na empena dos olhos pretos vivos impressos _ arruda fresca no peito contra os canalhas de cano quente que não dão trégua _ e encontro na madrugada amparo no esgoto que abastece a a fábrica velha BATE MAIS BATE MAIS BATE MAIS BATE MAIS BATE MAIS

about

MNR#06 - TETO PRETO / PEDRA PRETA (12'')

Após o sucesso do EP "Gasolina" (2016), TETO PRETO inicia sua trajetória em renomados festivais do Brasil com performances marcantes. No último ano, o grupo conquista o prêmio de Melhor Direção Nacional do MVF 2017 com o clipe "Gasolina", contando com participações da faixa no filme "Corpo Elétrico" (2017), na montagem teatral "Quando quebra, queima!" (2018 - Coletiva Ocupação) e na música "Mãe Gentil", no novo disco de Marina Lima (2018).

Em abril de 2018, o TETO lança sua 1a track em inglês "Kompensation", produzida em parceria com rRoxymore, que é também um primeiro registro com nova formação. Em maio, a banda ganha a transmissão integral da performance histórica no Boiler Room BR com Tom Zé e Linn da Quebrada. Em agosto, devolve ao público o single BATE MAIS presente no aguardado álbum PEDRA PRETA. O primeiro álbum da banda terá show de lançamento em São Paulo numa noite da MAMBAREC dia 8 de novembro, número do infinito.

"Pedra Preta" é um amuleto de transformação do luto em luta da nossa geração. Com oito faixas autorais - sendo 7 inéditas - o disco é o suporte para a banda desenvolver uma narrativa longa em sua nova fase e formação. Com arranjos fortes e canções enérgicas, o grupo constrói um universo denso de revolta, mistério e paixão. Além do release digital, já é possível fazer o pré-order do vinill 12'' prensado no Brasil. É uma vitória construída no contexto da cena brasileira de música eletrônica independente atual de São Paulo.

A faixa título, "Pedra Preta" é uma música sobre romper amarrações de amor. Esse ano, tornou-se também o que restou da tragédia do Museu Nacional. Escrita por CARNEOSSO e André Sztutman, a canção ganha clima de boate e jogação num videoclipe provocativo e precisamente contemporâneo, co-produzido numa parceria MAMBAREC e Planalto. O roteiro ácido de Laura Diaz ganha vida com o elenco de grandes mulheres performers y companheiras de luta que estrelam essa novela no nosso dia a dia de vida real. É um grito, um aborto verde amarelo, um ritual celebração do que vivemos e acreditamos.
.
SÃO PAULO - BRAZYL- NOV/2018

credits

released November 8, 2018

TETO PRETO

CARNEOSSO voice + performance
LOIC KOUTANA performance
PEDRO ZOPELAR synth & drumachine
SAVIO DE QUEIROZ synth & drumachine
WILLIAM BICA percussion + trombone

MNR#06 - PEDRA PRETA (12'')

letras CARNEOSSO
música TETO PRETO
arranjo PEDRO ZOPELAR, SÁVIO DE QUEIROZ
produção CARNEOSSO, PEDRO ZOPELAR, SÁVIO DE QUEIROZ
gravação HOME STUDIO + ESTÚDIO TRAMPOLIM
assistentes de gravação GABRIEL NASCIMBENI , FÁBIO BARROS, HABACUQUE LIMA
mixagem PEDRO ZOPELAR, SÁVIO DE QUEIROZ
digital master Calyx
vinil master Arthur Joly
prensagem Vinil Brasil
direção artística LAURA DIAZ
projeto visual ESTÚDIO MARGEM + CARLOS ISSA

license

all rights reserved

tags

about

MAMBA rec São Paulo, Brazil

Brazilian record label founded by Cashu and Carneosso in 2016. Focused on releasing artists directly and indirectly involved in the construction of the part(y) MAMBA NEGRA, presenting the scene's broad re-search.

contact / help

Contact MAMBA rec

Streaming and
Download help

Redeem code

Report this album or account

If you like PEDRA PRETA, you may also like: